Afinal, a homossexualidade está no DNA?


Reprodução Marvel – Avengers: The Children’s Crusade (2010) #9

A homossexualidade humana nem sempre foi um tabu. Desde que o ser humano deixou de ser nômade e passou a se organizar em comunidade e comunicar sua história (seja por meio de desenhos ou hieróglifos, por exemplo), há relatos de relações estáveis entre pessoas do mesmo sexo. O desconforto social com a relação entre pessoas do mesmo sexo coincidiu historicamente com a ascensão das religiões abraâmicas e a crença de que o sexo seria um ato exclusivamente voltado para a reprodução da espécie (1). No entanto, se olharmos para o reino animal de forma geral, vamos encontrar comportamentos muito semelhantes: ou seja, é comum, natural e esperada a relação de espécimes do mesmo sexo (já falamos sobre isso aqui no blog antes) (2).

Ser natural no reino animal não parece ser suficiente para a ciência! Os cientistas estão sempre em busca de querer saber o porquê, e dessa vez foram buscar nos genes: a relação entre seres humanos do mesmo sexo teria algum componente genético? Foi essa a pergunta que um consórcio formado por diversas instituições, entre elas  University of Copenhagen, MIT, Harvard, University of Queensland da Austrália e University of Cambridge fez e para respondê-la, realizou o maior estudo genético sobre o  assunto (3). Os autores usaram 500 mil amostras genéticas de pessoas que preencheram um detalhado formulário que, entre outras questões, perguntava se o doador da amostra fazia sexo com pessoas do mesmo sexo ou com o sexo oposto. Foram inseridos no estudo pessoas de perfil genético XY ou XX, ou seja, clássicos machos e fêmeas, respectivamente. Pessoas que contém o perfil de cromossomos X, XXX, XXY ou XYY foram excluídas, e dessas, foram excluídas as pessoas que não se identificavam com o sexo biológico para evitar inserir no estudo variáveis que alterassem o resultado. As pessoas XY e XX foram divididas em 2 grupos em função do seu comportamento sexual: pessoas que faziam sexo com pessoas do mesmo sexo, e pessoas que faziam sexo com pessoas do sexo oposto. O material genético de todos eles foi analisado e comparado para ver se havia alguma diferença genética significativa que justificasse o comportamento de fazer sexo com pessoas do mesmo sexo ou com pessoas do sexo oposto. Apesar de todas as exaustivas análises, os autores não encontraram nenhuma alteração genética que justificasse os dois comportamentos (se existe a hipótese do “gene gay”, também podia existir a do “gene hetero”, certo?). Além disso, o estudo derruba a hipótese de que haja alguma relação de hereditariedade, ou seja, não existe família que tem maior ou menor probabilidade de ter pessoas que fazem sexo com pessoas do mesmo sexo ou com o sexo oposto.    

Claro que todos os estudos têm limitações e podem ser completados mais tarde a partir de novas tecnologias e/ou novos resultados. Ainda que seja descoberto um motivo pelo qual a pessoa faz sexo com pessoas do sexo oposto ou com do mesmo sexo, como isso mudaria nossa sociedade? Se estamos falando de seres humanos, cidadãs e cidadãos, pessoas que estudam, trabalham, se exercitam, se divertem, amam, choram, cuidam, dirigem, comem… qual a implicância ética disso? Já que somos animais, pode ser simplesmente suficiente saber que na natureza isso é natural, comum e esperado. 

(1)    http://www.cremesp.org.br/pdfs/eventos/eve_08052014_111540_Bioetica%20e%20Homoafetividade%20Curso%20de%20Bioetica%20de%20Ribeirao%20Preto%20-%20Dr%20%20Marco%20Aurelio%20Guimaraes%20-.pdf

(2) https://www.abrasco.org.br/site/outras-noticias/opiniao/daniela-knauthsobre-homossexualidade-natureza-apresenta-um-grande-leque-de-diversidade-que-ultrapassa-nossas-categorias-de-classificacao/33348/

(3) https://science.sciencemag.org/content/365/6456/eaat7693

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s