Quem está desenvolvendo os robôs do futuro?

A pesquisa dentro da Universidade Pública, ao contrário do que muita gente acredita não acontece apenas dentro de laboratórios. Os grupos de robótica são ótimos exemplo de atividades práticas de extensão ligadas à pesquisa e produção de conhecimento. O objetivo destes projetos é, geralmente, participar dos desafios propostos anualmente na Competição Brasileira de Robótica , onde os competidores devem propor e aplicar soluções em diversas áreas como controle, inteligência artificial, reconhecimento de pessoas e objetos em tarefas de resgate, serviços domésticos, campeonatos de futebol, logística e simulações.

Várias universidades reconhecem a importância das atividades práticas nos cursos de Engenharia e Computação, entre elas:

Na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a Equipe de Desenvolvimento e Robótica Móvel (EDROM) trabalha no desenvolvimento de tecnologia para participar de competições de futebol de robôs humanoides e criados com peças LEGO a fim de popularizá-la. A equipe foi fundada há 11 anos e, desde então, tem a tradição de nomear os robôs com nomes femininos a fim de compensar a diferença de participação de mulheres nos cursos de engenharia, já tiveram a Hope, Vera, Lúcia. Atualmente, o time conta com apenas duas membras: Ísis Germiniani e Lorena Costa, que participou recentemente da RoboCup e da Petrobrás EXPO Robótica, promovido pela Petrobrás do dia 26 a 29 de novembro.

Além do contato prático com a robótica e os desafios promovidos nas competições, os alunos participam podem elaborar artigos e monografias a partir das situações e hipóteses vividas no ambiente. Um dos artigos foi a implementação de uma robô humanóide bípede caminhando, a qual teve proporções próximas ao corpo humano e os movimentos performando similares, já que pela complexidade o caminhar não pode ser integralmente copiado. Conheça mais sobre a EVA!

2
Robô humanóide da Edrom. Créditos: EDROM

Conhecendo mais sobre a estabilidade do corpo humano e imitando seus movimentos, pode-se aprofundar em membros robóticos cada vez mais leves e precisos para quem precisa, ou, aprofundando tecnologias na área da medicina. Os desafios a ser enfrentados pelos grupos a conexão com a realidade, como detectar tubulações de petróleo (nas devidas proporções) que estivessem com vazamento e substituí-las por novas tubulações, além de situações extremas de resgate e manutenção envolvendo periculosidade.

Embora haja reconhecimento no trabalho dos universitários envolvidos, os grupos sempre estão fazendo campanha de financiamento coletivo para conseguirem viajar, comprar material, participar de excursões. Se você se interessou pelo trabalho deles, vale procurar um grupo de robótica e ajudar!

E você, garota, que está pesquisando sobre que área estudar ou uma faculdade, conheça sobre a importância da robótica no cotidiano e para um futuro melhor!

Referências

http://www.cbrobotica.org

http://edromufu.wixsite.com/edromufu/artigos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s