Seja Maker!!!

Quando falamos de tecnologia vários pensamentos diferenciados vêm nas mentes das pessoas: não é para mim; isso é coisa de nerds; é para quem tem dinheiro. A imagem estereotipada de um aluno, ou aluna, pálidos, de óculos fundo de garrafa atrás de um monte de livros está bastante ultrapassada.

Nerdy girl sleeping with a pile of books

A Geração Young Millenium trata-se da geração que nasceu conectada, com a tecnologia digital em suas mãos. Não é raro, mas ainda muito surpreendente, para as outras gerações a facilidade que essas crianças, hoje já também jovens, dominam o celular e o computador. A impaciência é uma característica, fatos os desviem dos objetivos são rapidamente descartados.

No entanto, são crianças antenadas educadas por pessoas que não tiveram a mesma forma de educação que elas. Uma educação padronizada que replica modelos de salas de aula da época da Revolução Industrial tipo linha de montagem. Uma sala, 40 alunos, entra o professor, despeja o conteúdo, sai e entra outro, despeja mais conteúdo. E no fim de tudo é avaliado através de provas o que “aprendeu”. Aprendizagem passiva (Figura 2).

pink-floyd-another-brick-in-the-wall-0-03-35-328

Como a tecnologia entra nesta nova mudança?

Antes para termos acesso a alguma informação mais específica íamos até uma biblioteca, fazíamos um cadastro, informávamos a bibliotecária qual o assunto, e dependendo da complexidade deveríamos aguardar alguns dias. Hoje na palma da mão temos praticamente toda informação que queremos. Mas é informação, não conhecimento.

O processamento dessa informação através do estudo é que nos dá a base do que precisamos saber, e reter. Nosso cérebro precisa de tempo para aprender.

A primeira grande mudança em novas formas de aprendizado foi o surgimento dos computadores pessoais, caros e acessíveis só para quem estudava em bons colégios. Mas a estrutura de aula permanecia exatamente igual, agora com 40 computadores.

Então surgiram os Geeks, pessoas ligadas em tecnologias, em geral computadores, games e ultimamente robôs de pequeno porte. Mas a velocidade das novidades e de sua obsolescência programada faz com que só esses “brinquedos” sejam insuficientes.

Não dá mais para ficar sentado na frente do computador (a TV está deixando de ser consumida por esse público) jogando, programando. E um novo movimento está surgindo: por que consumir se eu posso produzir? Mas como produzir?

Simples. Milhares de pessoas no mundo estão compartilhando suas experiências boas ou ruins, engraçadas ou trágicas através de vídeos publicados na Internet. Vídeos que diferente do professor chato da sala de aula tem uma linguagem muito mais próxima a este público, informal e de fácil assimilação. E estes vídeos também ensinam, e assim as pessoas estão em suas casas construindo coisas com as ferramentas que tem.

Segundo a Youtube Insights 2018, 31% dos brasileiros consideram o Youtube como fonte de aprendizado, 79% afirmam que é melhor assistir a tutoriais na plataforma do que ler instruções.

O Geek está virando Maker. Isso significa que a educação deixa definitivamente de ser passiva e se transforma em educação ativa, aprender fazendo. E isso não significa necessariamente que deverá fazer corretamente da primeira vez, os conceitos sobre errar também estão sendo atualizados como aprendizagem. Aprender como não se deve fazer também é aprender.

Os espaços makers são oficinas de criatividade e inovação aonde a pessoa desenvolve projetos desde a concepção até a execução final. A aprendizagem é o caminho, e aprender por si é muito mais eficiente do que simplesmente assistir uma aula expositiva. Segundo Blikstein (2018) ensinar ciência deve ser um processo de aprender fazendo o que os cientistas fazem, e não aprender sobre o que eles fazem.

Apesar de ser um espaço livre no seu uso (Figura 3), não formal para transformação de idéias. Ele converge arte, ciência e tecnologia. Além da auto manutenção e auto produção. Então alguma disciplina é necessária para que haja organização e segurança.

Foto: Priscilla Fiedler

Diferente da aprendizagem formal em um mesmo projeto a criança poderá programar sensores em uma placa Arduino, que é um pequeno circuito que pode responder a uma programação básica que auxilia em conexão de sensores, e comandos computacionais. Imprimir seu projeto em uma impressora 3D para peças plásticas. Ou construí-la em uma CNC (Comando Numérico Programável), máquina que usina materiais e transforma desenhos de CAD em peças reais de acrílico, nilon, metal. Produzir um painel de Led, entre outras inúmeras técnicas permitidas. Assim estuda princípios de Física, Matemática, Eletrônica, Mecânica, Programação, Robótica, Materiais, Administração, Empreendedorismo ao mesmo tempo.

A importância dessa mudança na aprendizagem é o fato de que a nova geração não só precisa aprender as novas tecnologias como vai utilizá-la como novas ferramentas de trabalho.  O último Fórum Econômico Mundial afirmou que 65% das crianças trabalharão com habilidades que não existem hoje ainda. Assim como antigamente as crianças voltam ao lúdico, manual e artesanal para construir o futuro, de forma mais segura e eficiente.

Escolas do país todo estão se adaptando a esse novo estilo de ensino, complementando o tradicional, mas participar depende do interesse da criança. A função mais importante dos pais será estimular esse movimento, tirar seus filhos, assim como a si mesmo do sedentarismo, e dar vazão ao estilo Maker. Pode ser que a maior disrupção será entender a partir daí que o quarto do seu filho não será mais simplesmente um quarto bagunçado. Pode ser que ele esteja virando um espaço Maker e você nem percebeu.

 

Referências:

http://www.foursales.com.br/carreira/as-previsoes-do-forum-economico-mundial-sobre-o-futuro-do-trabalho/

http://movimentopelabase.org.br/wp-content/uploads/2016/08/6.3-Cie%CC%82ncias-da-Natureza_Ana%CC%81lise-de-Paulo-Blikstein-Stanford-Univeristy.pdf

https://exame.abril.com.br/marketing/existem-dois-tipos-millennials-muito-diferentes/

http://www.clubedecriacao.com.br/ultimas/youtube-insights/

http://espaconav.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s