Coluna Astronomia: Sistema Triplo e Aliens

Na astronomia uma das áreas com maior crescimento na última década é a pesquisa em exoplanetas. Exoplanetas são planetas que estão em outros sistemas que não o Sistema Solar. Até o início da década de 1990, planetas em outros sistemas ainda eram considerados ficção científica. No entanto, depois da primeira confirmação de exoplaneta, em 1995, o número de descobertas foi aumentando até que nos últimos anos, com a missão Kepler, houve uma “explosão” de descobertas, totalizando quase 3 mil planetas confirmados e mais de 2 mil candidatos a planetas.

Duas descobertas nos últimos meses deixaram os pesquisadores ( incluo-me neste montante) animados. A primeira descoberta foi o sistema HD131399, que foi detectado pelo Very Large Telescope (VLT) com o SPHERE (instrumento que analisa o espectro dos corpos celestes) . O que faz desse sistema especial? Até pouco tempo considerava-se muito difícil um planeta se manter estável em um sistema binário compacto (com duas estrelas relativamente próximas), e o sistema HD131399 não só é um sistema triplo (com três estrelas) como possui um planeta orbitando uma de suas estrelas!

Na figura abaixo podemos ver, à esquerda, a configuração do sistema: em letras maiúsculas temos as três estrelas (A, B e C), em minúscula (b) o planeta e, á direita, a comparação com o Sistema Solar.

triplo

Figura 1: Sistema HD131399 e o Sistema Solar. Fonte: http://science.sciencemag.org/content/353/6300/673

Apesar de detectado, ainda há muitas coisas pra serem descobertas sobre esse sistema. Não sabemos, por exemplo, como esse sistema foi formado e nem se a órbita do planeta é estável.

A segunda descoberta que chamou atenção na comunidade científica, foi o planeta Proxima Centauri b. O sistema de Proxma Centauri está a apenas 4,2 anos-luz da Terra , o que faz desse sistema, em termos astronômicos, um vizinho muito próximo. A confirmação da existência do planeta pela Eropean Southern Observatory (ESO) trouxe uma animação ainda maior pelo fato do planeta estar na zona habitável (ZH) do sistema . Zona habitável, em resumo, é a região de um sistema onde há possibilidade de existência de água líquida e, por conseguinte, possibilita vida complexa (da maneira que conhecemos). A ZH varia conforme a temperatura e luminosidade da estrela do sistema, por causa disso, sistemas binários ou triplos tem maior dificuldade de ter uma região de habitabilidade, visto que, deve ser considerada a influência de todas as estrelas do sistema.

Enfim, o descobrimento de um planeta tão próximo e com possibilidade de vida deixa qualquer pessoa animada, mas devemos enfatizar que vida complexa como nós conhecemos depende de mais fatores que “água líquida” e a “radiação da estrela”.

Apesar de ser uma ideia atraente, a confirmação da existência de vida inteligente nesses planetas ainda é pouco provável.

Referências:

http://exoplanets.org/

http://science.sciencemag.org/content/353/6300/673

http://arxiv.org/abs/1608.06813

Um comentário sobre “Coluna Astronomia: Sistema Triplo e Aliens

  1. Pingback: O som das estrelas | cientistasfeministas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s