Será que é possível um fungo ser capaz de tomar decisões?

Aparentemente, sim. Um estudo realizado pela Universidade de Macquarie em Sidney recentemente publicado, mostra que o bolor unicelular Physarium polycephalum é capaz de tomar decisões de maneira eficiente. Foi visto que mesmo sendo um organismo proveniente de uma única célula, ele consegue distinguir qual seria o melhor caminho para alcançar uma fonte de alimento.

Na pesquisa feita por Reid, os pesquisadores testaram a tomada de decisão do fungo em relação a duas quantidades desiguais de comida e observaram que o bolor sempre escolhia a melhor fonte de alimento.

Essa chamada “tomada de decisão” só havia sido descrita anteriormente em organismos com cérebros. Diferente de muitos estudos realizados com humanos, na pesquisa em questão não foi visto seu o fungo teria capacidade de adquirir conhecimento a partir de uma experiência passada. Dessa maneira, o que foi visto é resultado da evolução do organismo ao longo do tempo.

Mas sem um cérebro ou nada parecido, como será que o fungo consegue decidir algo ? Esse organismo possui um mecanismo que age com a função de senso motor, que pode estar sendo responsável por essa tomada de decisões. A célula é composta por pequenas subunidades e cada uma delas oscila em uma frequência que depende tanto do ambiente e das interações com outras células que podem estar ao redor, também com essa pulsação. Quando alguma subunidade sente algum atrativo, como uma fonte de alimento, ela começa a oscilar mais rápido e estimula as subunidades vizinhas a fazerem o mesmo. Dessa forma, a célula se movimenta em direção ao atrativo.

O estudo é importante para mostrar que organismos antes considerados “inferiores” por não possuírem um cérebro, talvez também tenham a capacidade tomar decisões. Além disso, as conclusões possíveis a partir dessa pesquisa, ajuda a elucidar os mecanismos ancestrais em relação a tomada de decisões, processo cognitivo e processamento de informações dentre os diversos sistemas biológicos.

 

Referência: http://rsif.royalsocietypublishing.org/…/13/119/20160030 – acessado 14 de junho de 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s